Notícias do Sindimoc

Imagem

Com Anderson Teixeira presidente, diretoria do Sindimoc toma posse para gestão 2019-2022

Curitiba, 19 de dezembro de 2018 | 11h55

Imprimir   Enviar por e-mail

Tomou posse, na noite desta terça-feira (18), a diretoria do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), filiado à Força Paraná. A diretoria é comandada novamente por Anderson Teixeira, reeleito presidente após ter liderado lutas históricas da categoria nos últimos 8 anos, que transformaram a entidade em uma das grandes referências no movimento sindical do Brasil.

A cerimônia ocorreu na Chácara do Sindimoc, em São José dos Pinhais, e contou com a presença de dezenas de lideranças sindicais do Paraná, centenas de trabalhadores, familiares, jornalistas e convidados.

Agora empossada, a diretoria do Sindimoc tem pela frente grandes desafios regionais e nacionais. Desafios como barrar o fim dos cobradores, que está sendo empurrado a todo custo pela Prefeitura de Curitiba e empresas de ônibus da cidade; impedir que as mudanças impostas pela Reforma Trabalhista tragam prejuízo aos trabalhadores; ou mesmo travar as novas tentativas de acabar com a Justiça do Trabalho e demais entidades de proteção do trabalhador.

 “A mensagem que deixo novamente para a categoria hoje, como presidente reeleito, é a de que precisaremos cada vez mais união para barrar o corte de direitos que tentarão nos impor nos próximos quatro anos. Acima de tudo, precisaremos de união para enfrentar grandes lutas como o fim dos cobradores que querem nos empurrar goela abaixo. Vencer a eleição foi apenas o primeiro passo de muitos que terão que ser dados rumo ao futuro digno que queremos para nosso país e para nossa categoria”, destacou Anderson Teixeira, presidente reeleito do Sindimoc.

Sérgio Butka, presidente da Força Paraná, da Federação dos Metalúrgicos do Paraná e do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, que se encarregou de empossar à nova diretoria do Sindimoc, também foi firme ao lembrar que, “ser sindicalista neste momento, sobretudo, é um ato de coragem”.

“Nunca houve um momento de maior ataque aos trabalhadores, seus direitos e seus empregos e a diretoria que toma posse aqui hoje já mostrou que está preparada para enfrentar isso. Foram 8 anos de avanços e conquistas históricas, algo nunca visto na categoria. Por isso, me orgulha muito dar posse novamente para estes diretores que trabalharam firme e, de fato, tiraram o sindicato das mãos dos patrões, devolvendo esta grande entidade aos trabalhadores”, finalizou Butka.

Histórico
Em 2018 o Sindimoc passou por dois processos eleitorais. Nas duas eleições, a Chapa 2 – Zico foi reeleita pelos motoristas e cobradores. Na segunda votação, a Chapa 2 ampliou em 49% a diferença de votos em relação à chapa perdedora.

A primeira votação ocorreu em 20 de setembro, quando a Chapa 2 foi reeleita pela primeira vez. Porém, por meio de um pedido judicial de uma chapa perdedora (ligada à CUT), o processo eleitoral foi anulado pela liminar da 23º Vara do Trabalho, apenas cinco dias depois do início da mobilização da categoria contra o fim dos cobradores. A liminar, por sua vez, foi substancialmente reformada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-PR), em decisão do desembargador Cassio Colombo Filho, mas o pedido de nova eleição foi mantido.

Na segunda votação, realizada no dia 29 de novembro, além dos mesmos cuidados com a transparência e segurança das urnas, o processo ainda foi acompanhado pessoalmente pelos Procurador-Chefe do Ministério Público do Trabalho do Paraná, doutor Gláucio Araújo de Oliveira, e do procurador Alberto Emiliano de Oliveira Neto, que é vice coordenador nacional da Coordenadoria Nacional de Liberdade Sindical (Conalis). Neste dia, a Chapa 2 – Zico novamente saiu vitoriosa, e dessa vez com uma diferença ainda maior de votos. Ao todo, Anderson Teixeira e sua diretoria receberam 1.590 votos, ou seja, 54,94% dos votos válidos. Já as outras chapas tiveram 1.171 votos (Chapa 3) e 91 votos (Chapa 1).

Epitácio Antônio dos Santos, presidente dos processos eleitorais neste ano, ao dar posse aos diretores do Sindimoc, também relembrou deste crescimento no número de votos:

“Tivemos duas eleições limpas e transparentes e o resultado principal é o fato de que a categoria mostrou que confia na Chapa 2 e no trabalho do Anderson e dessa diretoria, tanto é que, de uma votação pra outra, a margem de votos aumentou ainda mais. O desafio agora é seguir avançando nas conquistas neste cenário complicado que nos espera em 2019”.

Juramento
Ao tomar posse, a diretoria que estará à frente do Sindimoc para a gestão 2019-2022 fez um juramento em que se comprometeu a seguir avançando nas conquistas, bem representar os trabalhadores, bem como manter o Sindicato como uma entidade combativa e respeitada perante a sociedade.

Confira abaixo o juramento completo feito pela diretoria reeleita do Sindimoc:

“Eu, diretor(a) do Sindimoc, juro solenemente honrar o cargo para o qual fui eleito lutar para defender, manter e ampliar as conquistas, defender a categoria, respeitar os estatutos sindicais e manter nosso sindicato como uma entidade combativa e digna de respeito”.

Galeria de imagens da notícia

Compartilhe esta notícia
   
 

Comente esta notícia

Nome

E-mail

Empresa

Digite o código ao lado

código captcha

Comentário (máximo 600 caracteres) | Restam: